SAL DA TERRA E LUZ DO MUNDO

VÓS SOIS O SAL DA TERRA E A LUZ DO MUNDO (Mt 5, 13-14)

Por Kadira (Francisca Alzira Bernardo Dias)

 

“Depois de nos ter apresentado o seu Plano Pastoral no Sermão da Montanha ou das Bem-Aventuranças, Jesus agora nos faz responsáveis pela vida dos nossos irmãos e irmãs. Acompanhemos com atenção.

Nestes últimos tempos, principalmente após o Concilio Ecumênico Vaticano II, vendo grande multidão de cristãos Leigos e Leigas atuando em diferentes Pastorais, Movimentos, Obras, Serviços Sindicatos, ONGs, Conselhos de Direito, Associações e Câmaras, Jesus alegrou-se e disse:

– Verdadeiramente “Vós sois o Sal da Terra e a Luz do Mundo”. Por isso vos digo: Vós cristãos leigos e leigas estão na linha mais avançada da vida da Igreja; e deveis ter uma consciência clara, não somente de pertencerem à Igreja, mas de “serem e sentirem com a Igreja”, isto é, a comunidade dos fiéis na terra em unidade com o Santo Padre, o Papa Francisco, e em comunhão com vossos Bispos, com o Clero, bem como com todas as comunidades religiosas. Juntos, como deve ser a Igreja.

Continuou Jesus: – E digo ainda, Vós leigos e leigas tendes como vocação própria, procurar o Reino de Deus exercendo funções no mundo, no trabalho, na família mas ordenando-as segundo o Plano e a vontade de Deus. Por isso o Pai vos chama a ser “Sal da Terra e Luz do Mundo”.

– Deveis continuar sendo minhas testemunhas principalmente aonde o sacerdote não chega. Continueis a levar a Minha luz aos ambientes de trevas, de pecado, de injustiça, de violência, enfim, a todo o mundo de hoje com suas virtudes e mas também com infinitas mazelas.

Ao ouvir tudo aquilo um leigo timidamente pergunta ao Mestre:

– Senhor quando foi que fomos tuas testemunhas nos tempos atuais como bem disseste num mundo com virtudes mas sobretudo com tantas mazelas?

Jesus olhou com muito amor aquela multidão de cristãos leigos e leigas e disse, vejam: (Nesse momento passa algumas pessoas com cartazes de algumas Pastorais

 

Em seguida continuou Jesus:

– Em verdade eu vos digo, que todos os serviços que vocês realizam em prol de qualquer um dos menores de meus irmãos, é a mim que o fazeis! E digo ainda, a Igreja Católica realiza a sua ação pastoral através de três funções: Função ProféticaFunção Litúrgica e Função Real. Ou seja, as Pastorais tem o objetivo de agir por meio da Igreja no conjunto de atividades pelas quais a mesma realiza a sua missão de continuar a minha ação junto a diferentes grupos e realidades.

E disse ainda:

– Por isso vos confirmo que O Ano Nacional do Laicato teve como objetivo geral: “Como Igreja, Povo de Deus, celebrar a presença e a organização de todos vós cristãos leigos e leigas no Brasil; bem como aprofundar a vossa identidade, vocação, espiritualidade e missão; e testemunhar a mim, vosso Mestre e Senhor Jesus Cristo e o meu Reino nessa nova sociedade” com tantos novos desafios.

Assim vos ordeno, que todos vós leigos e leigas, fiéis filhos da Igreja, e meus seguidores, possam, diante de tantas ideologias e injustiças continuar sendo testemunhas de um tempo novo em que o Evangelho vivido seja um sinal de esperança cristã para a sociedade, totalmente comprometidos comigo Jesus Cristo vosso Mestre e Senhor e, guiados pelo Espírito Santo no caminho para o Pai e assim sejam sempre mais testemunhas evangélicas da misericórdia divina! E jamais esqueçam que sois Sal da Terra e Luz do Mundo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »