ASSEMBLEIA DOS ORGANISMOS DO POVO DE DEUS – APARECIDA – SP – 22 a 25/11/2018

ASSEMBLEIA DOS ORGANISMOS DO POVO DE DEUS   –  APARECIDA – SP – 22 a 25/11/2018

Não em memória de …, mas fazer memória de…

A Conferência de Santo Domingos busca despertar o protagonismo dos leigos na NOVA EVANGELIZAÇÃO, na PROMOÇÃO HUMANA e na CULTURA CRISTÃ.

Os bispos, na Conferência de Santo Domingos, têm como proposta um LAICATO BEM ESTRUTURADO, MADURO e COMPROMETIDO; indicam como LINHA PRIORITÁRIA das suas Igrejas, a FORMAÇÃO DO LAICATO; recomendam que os leigos não sejam reduzidos à atividade INTRAECLESIAL; e defendem a ORGANIZAÇÃO dos leigos, sua AUTONOMIA, com o objetivo de vencer a tutela clerical.

 O CLERICALISMO é a pedra no sapato, a pedra de tropeço na caminhada dos leigos na Igreja.

Temos, em nossos dias, no mundo, inclusive na América Latina e Caribe, muitos povos sofridos, marcados pela exclusão política, econômica, social, cultural.

Regimes políticos ditatoriais, sistemas econômicos injustos, violação dos direitos humanos, racismo, preconceitos, terrorismo, fome, pobreza, miséria, crise ética, concentração de renda, colonialismo cultural, agressão à natureza, indústria armamentista, discriminação das chamadas MINORIAS, tráfico de drogas, de armas e de influência, CRISES MIGRATÓRIAS, CORRUPÇÃO GENERALIZADA são, dentre tantos, SINAIS DE MORTE, frutos do nosso egoísmo individual e coletivo, da nossa incapacidade de amar e servir.

Sobre a corrupção bem disse o profeta MIQUEIAS, 800 anos antes de Cristo, na Palestina, na Região de Judá, sob o domínio assírio:

 Denuncia o Profeta: “LEVANTAI-VOS E ANDAI, PORQUE NÃO SERÁ, AQUI, O VOSSO DESCANSO, POR CAUSA DA CORRUPÇÃO QUE DESTRÓI, DESTRÓI TERRIVELMENTE (Miq. 2, 10).

OBSERVAÇÃO: a Polícia Federal tem, dentre tantas, uma operação contra a CORRUPÇÃO nacional chamada operação MIQUEIAS. Um sinal de VIDA ou de MORTE? É uma pergunta.

Leigos e leigas, sejamos PROFETAS e PROFETISAS do nosso tempo, denunciando a corrupção, denunciando, enfim, todos os sinais de morte que oprimem os pobres, defendendo o DIREITO, a JUSTIÇA, e, assim, construindo a PAZ.

Se assim o fizermos, teremos NOVOS TEMPOS e NOVA TERRA, uma nova terra onde MANA LEITE E MEL, na utopia judaico-cristã; uma nova terra de RIOS DE LEITE COM RIBANCEIRAS DE CUSCUZ, na utopia do beato Antônio Conselheiro; uma nova TERRA SEM MALES, na utopia do povo guarani; e uma nova terra de TESOUROS ESCONDIDOS, na utopia do Padre Cícero Romão Batista.

Então, nesses novos tempos, nessa nova terra, entoaremos HINOS DE LOUVOR ao Senhor nosso Deus, e CÂNTICOS DE LIBERTAÇÃO do nosso Povo.

Que Maria, Mãe Aparecida, Padroeira do Brasil, abençoe o nosso País, e nos ajude a vencer a luta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »