Leigos e Leigas de dez países da America Latina se reúnem em São Paulo

Leigos e Leigas de dez países da America Latina se reúnem em São Paulo

— 6 de novembro de 2018

Com o objetivo de aprofundar a carta (março/2016) do papa Francisco ao Cardeal Marc Ouellet, Presidente da Pontifícia Comissão para a América Latina, sobre a atividade pública dos cristãos leigos e leigas, recordando que chegou a nova hora do laicato e da Igreja, com suas experiências e compromissos em cada sociedade, o Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM) realizou de 1 a 4 de novembro no Centro de Formação Mariápolis Ginetta, em Vargem Grande Paulista (SP), o I Congresso Continental de Leigos, que reuniu representantes de 10 países: Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, México,  Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

Por: Carolyne Franco

O evento foi realizado pelo CELAM juntamente com a Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB) e contou com a participação de aproximadamente 130 pessoas.

Os pré-congressos regionais da América Latina culminaram neste Congresso Continental que “A partir desse pedido do papa feito na carta, nós logo atendemos, com essa iniciativa  de nos reunirmos. É um trabalho feito por várias mãos como parte dos eventos do Ano Nacional do Laicato ”, disse dom Anuar Batisti, bispo da Arquidiocese de Maringá (PR) e Presidente do Departamento das Vocações e Magistérios do CELAM.

No decorrer do primeiro dia foram realizadas duas conferências, sendo uma sobre a contextualização histórica, apresentando a conjuntura atual dos países, além dos aspectos sociais e políticos. “O papa nos convida a uma comunicação profunda, nessa realidade complexa que estamos vivendo. Não somente está ocorrendo no Brasil, mas em outros países. E devemos aprofundar os espaços de reflexão, que possa tratar as diferenças com respeito e não com violência”, explicou a professora e doutora Moema Miranda.

A segunda conferencia do dia  foi com a professora doutora Emilce Cuda/Argentina, sobre o laicato no Pontificado do Papa Francisco – EG e Carta do Papa Francisco sobre “O indispensável compromisso dos leigos na vida pública dos países Latino Americanos”.

No segundo dia, as conferências foram sobre “O laicato no Concílio Vaticano II”, com Monsenhor Francisco Niño, do CELAM e sobre “O laicato nas Conferências Latino Americanas”, com o professor doutor César Kuzma, do Brasil.

Os participantes foram divididos em vários grupos durante o Congresso e o resultado dos trabalhos foi apresentado no último dia com a definição da criação de uma comissão latino americana de leigos, que terá a função de dinamizar um processo de articulação e formação dos cristãos leigos e leigas na América Latina. Marilza Schuina, presidente do CNLB, conclui que “É a realidade de cada país que vai dizer como será a caminhada, e que não devemos ter medo de começar, o mais importante é o espírito do que queremos fazer juntos”.

No último dia (04/11) a missa de envio foi presidida por dom Frei Severino Clasen, bispo de Caçador (SC) e Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato. “É a força de Jesus que nos torna bem aventurados”, falou o bispo.

“Foi uma grande riqueza participar do Congresso, ver a realidade de todo mundo e de coração confio que será um caminho muito fecundo”, disse padre Alexandre Mello, Secretário do Dicastério para Leigos, Família e Vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »