CONGRESSO – CELAM

CONGRESSO DO CELAM   –  SÃO PAULO  –  de 01 a 04/11/2018

 

TODO O POVO DE DEUS, NO AMOR E NA PAZ DO SENHOR JESUS.

Vejamos os Leigos nas Conferências latino-americanas:

No RIO DE JANEIRO, os Leigos são considerados “auxiliares do clero”;

Em MEDELLIN, são membros plenos da Igreja, e exercem a função profética, sacerdotal e real de Cristo, resultante do seu Batismo, o que os levam a um compromisso com o mundo;

Em PUEBLA, são a Igreja no coração do mundo, e mundo no coração da Igreja(P. 789);

Em SANTO DOMINGOS, são protagonistas da nova evangelização, da promoção humana e da cultura cristã (SD. 97);

No MÉXICO (A IGREJA NA AMÉRICA), são a renovação da Igreja (EA, 44);

Em APARECIDA, são discípulos e missionários de Jesus, Luz do Mundo (AP. 209);

No ANO NACIONAL DO LAICATO, são sujeitos na “Igreja em saída”, a serviço do Reino.

Leigos e Leigas, consideremos a nossa vocação, missão, identidade, organização, autonomia, formação e espiritualidade:

Quem facilitará os MEIOS, de forma adequada, para que a nossa vocação cresça e floresça, e, no tempo certo, dê seus frutos a serviço do Reino.

Podemos afirmar: de Deus, muitos são os dons gratuitos, mas poucos são os leigos e leigas formados e capacitados para a missão, para a ação na Igreja e no mundo.

Grande é o desafio da Eclesiologia do Concílio Vaticano II, a eclesiologia do Povo de Deus: IGREJA X MUNDO e CLERO X LEIGO, e IGREJA PODER X IGREJA SERVIÇO, e tantas outras contraposições existentes.

Temos, em nossos dias, no mundo, inclusive na América Latina e Caribe, muitos povos sofridos, marcados pela exclusão política, econômica, social, cultural, …:

Regimes políticos ditatoriais, sistemas econômicos injustos, violação dos direitos humanos, crises ética e moral, concentração de renda, colonialismo cultural, agressão à natureza, indústria armamentista, discriminação das minorias, tráfico de drogas, de armas e de influência, corrupção generalizada, são, dentre tantos, os sinais de morte, frutos do nosso egoísmo individual e coletivo, da nossa incapacidade de amar e servir.

Sobre a corrupção bem disse o profeta MIQUEIAS, 800 anos antes de Cristo, na Palestina, na Região de Judá, sob o domínio assírio:

Denuncia o Profeta: “LEVANTAI-VOS E ANDAI, PORQUE NÃO SERÁ, AQUI, O VOSSO DESCANSO, POR CAUSA DA CORRUPÇÃO QUE DESTRÓI, DESTRÓI GRANDEMENTE” (Miq. 2, 10).

Leigos e leigas,, sejamos PROFETAS do nosso tempo, denunciando a corrupção, denunciando, enfim, todos os sinais de morte que oprimem os pobres, defendendo o DIREITO, a JUSTIÇA, e, assim, construindo a PAZ.

Se assim o fizermos, teremos NOVOS TEMPOS e NOVA TERRA, uma nova terra onde MANA LEITE E MEL, na utopia judaico-cristã; uma nova terra de RIOS DE LEITE COM RIBANCEIRAS DE CUSCUZ, na utopia do beato Antônio Conselheiro; uma TERRA SEM MALES, na utopia do povo guarani; uma nova terra de TESOUROS ESCONDIDOS, na utopia do Padre Cícero Romão Batista.

Então, nesses novos tempos, nessa nova terra, entoaremos HINOS DE LOUVOR ao Senhor nosso Deus, e CÂNTICOS DE LIBERTAÇÃO do nosso Povo.

QUE O SENHOR NOS GUARDE NO SEU AMOR E NA SUA PAZ.

 

Pedro Cadeira – Leigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »