PENSAMENTOS 42

1. SE OS REPRESENTANTES DO POVO NÃO FAZEM JUSTIÇA, O POVO FARÁ JUSTIÇA, NÃO COM AS PRÓPRIAS  MÃOS, MAS COM OS PRÓPRIOS CORAÇÕES – Pedro Cadeira

2. Agradecemos à noite que nos dá a luz das estrelas e a cor do luar – Pedro Cadeira

3. A relação de poder entre o leigo e o pastor não prevaleça sobre a relação de comunhão e participação – Pedro Cadeira

4. O laicato precisa de liderança, competência e compromisso – Pedro Cadeira

5. O laicato de pires na mão jamais terá no próprio prato o próprio pirão – Pedro Cadeira

6. O nordestino se entristece com as lágrimas do sol e se alegra com as lágrimas das nuvens – Pedro Cadeira

6. Novos tempos. Novos dias. Novas manhãs, novas esperanças, esperanças renovadas no novo caminhar em busca do Reino – Pedro Cadeira

7. Sorria com o sorriso da vida, veja com os olhos da alma e escute com o silêncio do coração – Pedro Cadeira

8. O espaço do leigo é maior do que o espaço do altar. O espaço que Deus nos preparou  para a missão, onde devemos construir o Reino – Pedro Cadeira

9. As flores se sacrificam para dar frutos – Pedro Cadeira

10. O homem, sua estupidez, sua guerra – Pedro Cadeira

11. “Pão em todas as mesas”, sinal do Reino de Deus, com certeza – Pedro Cadeira

12. As flores adornam os campós, abrem os olhos e alegram os espíritos – Pedro Cadeira

13. Evangelizar não é vender o peixe, mas partilhar o peixe – Pedro Cadeira

14. Com as pedras do teu caminho podes construir uma catedral para Deus ou muitas casas para os pobres – Pedro Cadeira

15. O que tenho nas mãos de Deus não foge das minhas mãos – Pedro Cadeira

16. Que Deus fortaleça nossos pés para a caminhada, nossos braços para luta, nossas mãos para a ação, e nosso coração para o amor aos irmãos – Pedro Cadeira

18. Nossos olhos cansados de deserto, salpicados de areia, mas já contemplamos o oásis donde jorra a fonte de águas vivas que fecunda a terra da esperança de frutos de justiça e paz – Pedro Cadeira

19. Os dias, o trabalho, as lutas, as vitórias, as derrotas, a vida humana, tudo é passageiro. Vislumbremos o eterno. Só Deus é eterno – Pedro Cadeira

20. A luta é mais importante que a vitória. O importante é o objetivo da luta, é o sentido que se dá à luta – Pedro Cadeira

21. Veja as ovelhas com o olhar do pastor, e não do teólogo, do lobo – Pedr Cadeira

22. Prefiro a misericórdia à doutrina – Pedro Cadeira

23. Dá-me, Senhor, amor e sabedoria para amar como tu amaste, ensinar como tu ensinaste a teu povo – Pedro Cadeira

24. A sombra e o silêncio me falam da paz de Deus – Pedro Cadeira

25. Quão bom que o mundo fosse sempre florido, e os corações sempre fecundos – Pedro Cadeira

26. Grande é a justiça de Deus. Maior é a sua misericórdia – Pedro Cadeira

27. Que o coração fale mais alto do que a mente – Pedro Cadeira

28. O que é mais belo, o sorriso das crianças, ou o desabrochar das flores?

29. Não reclames da longa caminhada, desde que ela te leve ao infinito – Pedro Cadeira

30. O que está escrito nas estrelas, as águas do mar da vida não apagam – Pedro Cadeira

31. Enquanto houver flores nos campos, sorrisos nos lábios, amor nos corações, a vida terá sentido, e o mundo viverá eternamente – Pedro Cadeira

32. Que o amor que Deus colocar em nossos corações, queo poder que Ele colocar em nossas mãos, tudo seja colocado a serviço dos irmãos – Pedro Cadeira

33. O pássaro voa com as asas, o homem voa com os sonhos – Pedro Cadeira

34. Mais importante do que o silêncio dos lábios é o silêncio do coração – Pedro Cadeira

35. Temos flores e espinhos em nossos caminhos – Pedro Cadeira

36. Cada boa ação que realizo, mais um estrela brilha em minha vida – Pedro Cadeira

37. Procure a pedra preciosa entre os cascalhos(busque a Cristo) – Pedro Cadeira

38. As flores adornam os campos, abrem nossos olhos e alegram nosso espírito – Pedro Cadeira

39. Com um sorriso nos lábios, um coração puro, uma alma generosa, e um espírito de paz – Pedro Cadeira

40. Deus prefere ouvir a voz do coração a ouvir a voz dos lábios – Pedro Cadeira

41. O nordestino se entristece com as lágrimas do sol e se alegra com as lágrimas das nuvens – Pedro Cadeira

42. Com beleza, a primavera agrada aos nossos olhos. Sem beleza, o outono agrada ao nosso paladar, nos alimenta e nos fortalece na caminhada – Pedro Cadeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »